Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Exército sírio interrompe ofensiva para civis saírem de Aleppo

As forças do governo sírio suspenderam a ofensiva para permitir aos civis saírem da cidade de Aleppo oriental, informou Igor Konashenkov, representante oficial do Ministério da Defesa russo.


Sputnik

Segundo o oficial russo, as tropas sírias continuarão a ofensiva para liquidar todos os terroristas após a segurança dos cidadãos locais ser garantida. 


Forças pró-governamentais estabelecem um posto militar no bairro de Sakan al-Shababi, em Aleppo oriental, após o terem reconquistado aos rebeldes, em 2 de dezembro de 2016
Exército sírio em Aleppo © AFP 2016/ GEORGE OURFALIAN

"Durante o período de retirada dos civis, as tropas sírias suspenderam a ofensiva", disse Konashenkov. 


Durante as últimas três semanas, tropas sírias e a milícia libertaram a maior parte do território de Aleppo oriental, dominado pelos terroristas em 2012. Segundo as fontes da milícia, atualmente, os radicais estão controlando oito bairros urbanos.

Postar um comentário