Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Forças Armadas da Ucrânia fracassam na tentativa de romper defesa de Lugansk

As tentativas das forças de segurança ucranianas de romper a defesa da autoproclamada República Popular de Lugansk (LNR), nas regiões de Kalinovka e Logvinovo, falharam, de acordo com o centro de informação de Lugansk, que citou o chefe do Departamento da Polícia Popular, coronel Oleg Anaschenko.


Sputnik

No domingo (18), a assessoria de imprensa da Polícia Popular de Lugansk informou que as forças ucranianas deram início a uma ofensiva. Segundo autoridades da LNR, a batalha resultou na morte de dez oficiais das Forças Armadas da Ucrânia; mais de vinte saíram feridos. As milícias também sofreram perdas: duas pessoas ficaram feridas e duas estão desaparecidas.


A situação na região de Lugansk
Soldados em Lugansk © Sputnik/ Valery Melnikov

Anteriormente, o representante oficial da Polícia Popular da LNR, Andrei Marochko, comunicou que as milícias conseguiram repelir o ataque em Kalinovka. Depois disso, militares ucranianos bombardearam um ponto nos arredores de Logvinovo, localizado perto de Kalinovka. 


Kiev lançou uma operação militar em Donbass em abril de 2014, depois que os moradores locais se recusaram a reconhecer as novas autoridades ucranianas, que chegaram ao poder como resultado de um golpe patrocinado pelo Ocidente. 

Em fevereiro de 2015, as autoridades de Kiev e partidários da independência de Donbass assinaram um acordo de paz em Minsk. O acordo estipula um cessar-fogo completo, retirada de armas da linha de contato no leste da Ucrânia, bem como reformas constitucionais que dariam um estatuto especial às repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk. Apesar do acordo, o regime de cessar-fogo é regularmente violado, com as duas partes acusando-se mutuamente de violações múltiplas, prejudicando os termos do acordo.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas