Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Habitantes de Palmira evacuados da cidade; exército sírio combate o Daesh

Habitantes de Palmira foram evacuados da cidade, enquanto o exército sírio combate os terroristas do Daesh nos subúrbios, disse uma fonte síria à RIA Novosti. 


Sputnik

"Depois de todos os habitantes terem sido evacuados na noite passada, o exército sírio saiu completamente da cidade de Palmira. Estão sendo travados combates intensos nos subúrbios da cidade", afirmou a fonte da agência.


Forças leais a Bashar Assad em um complexo a oeste de Palmira
Tropas sírias em Palmira © REUTERS/ SANA/Handout

Segundo ele, a aviação bombardeia as posições dos terroristas. No domingo (11), o Centro Russo para a Reconciliação na Síria comunicou que a Força Aeroespacial não bombardeia os bairros residenciais de Palmira, sobre a qual avança o Daesh.

Nos últimos meses o Daesh tentou desalojar por várias vezes o exército sírio das suas posições. Depois de concentradas forças consideráveis dos terroristas ao ocidente da cidade, eles tentaram se apoderar das jazidas de petróleo e gás situadas nas proximidades. Entretanto, as tentativas foram infrutíferas. Mas durante esta semana o número de ataques dos extremistas aumentou de uma forma sem precedentes. Além disso, eles conseguiram conquistar alguns pontos elevados na vizinhança de Palmira.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas