Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Helicóptero onividente: Ka-27M é capaz de detectar todo o tipo de navios e submarinos

Após finalizada a modernização, a aviação naval da Marinha russa recebeu o primeiro de oito helicópteros antissubmarinos Ka-27M.


Sputnik

O anúncio foi feito pelo holding Vertolyoty Rossii (Helicópteros da Rússia) na segunda-feira (19).

Helicóptero russo Ka-27 durante cumprimento de missão
Kamov Ka-27 © Sputnik/ Vasily Batanov

"Com novo sistema tático de comando, os Ka-27M modernizados poderão visualizar de forma panorâmica e detectar todos os tipos de navios e submarinos", comunicou a assessoria de imprensa da entidade. 

Os novos modelos dispõem de um alcance maior para detectar e atacar alvos do inimigo, além de terem novos sistemas de transmissão de dados em tempo real para centros de comando, tanto terrestres, como navais. 

A Vertolyoty Rossii afirma que planeja fornecer todos os oito helicópteros Ka-27M até o final de 2016.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas