Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Iraque: Ataque aéreo deixa mais de 70 civis mortos e 100 feridos em Al Qaim

Os eventos ocorreram na cidade de Al-Qaim, na província de Anbar, oeste do país, perto da fronteira com a Síria. Entre os mortos e feridos há mulheres e crianças.


Sputnik


Mais de 70 civis foram mortos e cerca de 100 ficaram feridos após um ataque aéreo na cidade iraquiana de Al-Qaim, situada perto da fronteira com a Síria, de acordo com o canal Al-Arabiya. 


Cidade de Al-Qaim, na fronteira com a Síria, em foto de 29 de outubro de 2005
Al Qaim, Iraque © AFP 2016/ PATRICK BAZ

Aeronaves não identificadas bombardearam o mercado central da cidade, matando pelo menos 20 pessoas no local, bem como os bairros orientais de Al-Qaim, segundo relataram testemunhas citadas pela BBC. 


Entre os mortos e feridos, estima-se que havia 12 mulheres e 19 crianças.

Até agora, nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pelo massacre. 


A agência de notícias Amaq, afiliada ao Daesh (autodenominado Estado Islâmico), publicou um vídeo chocante na Internet supostamente mostrando o cenário pós-ataque, classificado pela agência como um "massacre perpetrado por aviões iraquianos". 

A coalizão liderada pelos EUA, que está apoiando o governo iraquiano em sua luta contra o Daesh, também realizou ataques aéreos em torno de Al-Qaim.

Postar um comentário