Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Kremlin comenta ofensiva do Daesh contra Palmira

Os eventos que estão acontecendo em torno de Palmira provam mais uma vez que a ameaça do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] é muito séria, afirmou o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, respondendo ao pedido para comentar a conquista da cidade síria pelos terroristas. 


Sputnik

"Nós lamentamos que ainda não tenhamos conseguido neutralizar essas ofensivas tão ativas", disse Peskov, declarando também que a Rússia irá continuar combatendo o terrorismo internacional e ajudando as Forças Armadas da Síria.


Instrutores russos ensinam soldados sírios a trabalhar com busca de explosivos (foto de arquivo)
Instrutores russos ensinando militares sírios a trabalhar com busca de explosivos © Sputnik/ Maksim Blinov


Além disso, ele apontou que até hoje ainda não há atividades coordenadas e colaboração real com outros países, especialmente com os EUA. "Tal colaboração nos permitiria evitar com sucesso esses ataques terroristas", acrescentou Peskov aos jornalistas.

Ele adicionou que o "desalojamento" dos terroristas do Iraque resulta em sua ofensiva na Síria. 


Antes, a fonte que conhece bem a situação atual, informou à RIA Novosti que os civis foram evacuados de Palmira, o exército governamental está efetuando combates ferozes nos arredores contra os militantes do Daesh que entraram de novo na cidade.

Segundo dados do Centro para a Reconciliação na Síria russo, os militantes deslocaram forças significativas da região de Raqqa para Palmira, onde na semana passada os grupos controlados pelos EUA e pela coalisão internacional pararam as operações militares ativas contra os terroristas. Além disso, o Daesh deslocou grandes reservas em pessoal e equipamento blindado da região de Deir ez-Zor para Palmira. De acordo com o centro, antes a inteligência revelou o deslocamento de cerca de 5.000 militantes de Mossul iraquiano para Raqqa e Deir ez-Zor.

Postar um comentário