Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Lançamento do Submarino Riachuelo – S40 (VIDEO)

Hoje, 14 de dezembro, às 10h da manhã em Itaguaí-RJ, teve início a Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo, o primeiro de uma série de quatro submarinos convencionais e um nuclear que estão sendo construídos pela Marinha do Brasil. A cerimônia conta com a presença do Presidente da República.
Poder Naval

O nome do primeiro submarino, “Riachuelo”, é alusivo à Batalha Naval do Riachuelo, considerada decisiva na Guerra do Paraguai, com atuação destacada da Marinha do Brasil.


Acompanhe a Cerimônia em tempo real no vídeo no final deste post.
Prosub

O Brasil tem o mar como uma forte referência em todo o seu desenvolvimento. É nessa área marítima que os brasileiros desenvolvem as atividades pesqueiras, o comércio exterior e a exploração de recursos biológicos e minerais. A imensa riqueza das águas, do leito e do subsolo marinho nesse território justifica seu nome: Amazônia Azul.

A Amazônia Azul cobre uma área de 3,5 milhões de quilômetros quadrados. Mas o país pleiteia na Organização das Naç…

Lavrov sobre ameaças do 'G6' : 'Estão num beco sem saída'

Segundo o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, a chanceler alemã Angela Merkel, o presidente francês François Hollande e outros líderes ocidentais, ou seja, o chamado G6 (G7 sem Japão), divulgou alguns dias atrás uma declaração que contém acusações e ameaças em relação à Rússia.


Sputnik

''Esta declaração do G6 continha muitas coisas, inclusive acusações diretas de crimes de guerra e incluindo ameaças a todos os que apoiam o governo sírio. Penso que [isso está relacionado com] o beco sem saída [no qual está o Ocidente] e com a incapacidade dos nossos parceiros ocidentais de acalmar os que eles apoiaram, criaram e armaram com o único objetivo de alterar o regime na Síria'', disse Lavrov aos jornalistas.


Reunião de cúpula do G7 na cidade de Kruen, Alemanha, 8 de junho, 2015.
Reunião de cúpula do G7 © REUTERS/ Kevin Lamarque

O chanceler russo considera que os líderes ocidentais se enganaram de novo apoiando extremistas para derrubar Bashar Assad.

''Depois de este objetivo ter sido atingido, contavam tratar também das organizações extremistas. Mas isso nunca acontece, é um erro que os nossos parceiros ocidentais cometem repetidamente'', acrescentou Lavrov. 


Ele afirmou que tais ações levaram à criação da Al-Qaeda, do Daesh e agora se está reforçando mais um grupo – a Frente al-Nusra. 

Na declaração divulgada em 7 de dezembro, os líderes ocidentais apelaram a uma trégua imediata em Aleppo e expressaram sua disposição para considerar a introdução de mais sanções contra os que agem nos interesses do governo de Assad.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas