Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Levantamento das restrições ao fornecimento de armas agravará situação na Síria

O levantamento pelos EUA das restrições formais ao fornecimento de armas, munições e equipamento militar para os aliados ocidentais na luta com o terrorismo na Síria visa provocar uma nova escalada da tensão neste país, disse o vice-chefe do Comitê de Defesa da Duma de Estado, Yury Shvytkin. 


Sputnik

De acordo com o serviço de Imprensa da Casa Branca, o presidente dos EUA, Barack Obama, na quinta-feira (8) levantou as restrições formais ao fornecimento de armas, munições e equipamento militar para os aliados dos EUA envolvidos na luta contra o terrorismo na Síria. 


Cidade de Khan al-Shih veio sob o controle completo das autoridades sírias
Armamento apreendido com terroristas na Síria | Serviço de imprensa do Ministério de Defesa russo


"Eu acho que isto é um passo com um determinado objetivo, a criação de uma escapatória legal para armar a oposição moderada. E, claro, sob o pretexto do armamento da oposição moderada na luta contra o Daesh, também indiretamente o armamento dos terroristas", disse o deputado a RIA Novosti nesta sexta-feira (9).

De acordo com ele, há numerosos casos em que, sob o pretexto de a oposição moderada estar lutando contra o terrorismo, "na verdade, acontece exatamente ao contrário e o resultado disso é o recente ataque de morteiro contra o nosso hospital militar."

"Claro que este passo provoca perplexidade, e claramente, ele visa provocar, do meu ponto de vista, uma nova escalada da tensão na luta contra o terrorismo na República da Síria", acrescentou Shvytkin.


Postar um comentário