Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Material de recrutamento de terroristas é encontrado em Aleppo

A agência Sputnik teve acesso aos documentos, encontrados em um dos bairros liberados de terroristas em Aleppo. Os documentos, com o logotipo do Daesh, da Frente al-Nusra e outros grupos convidam estudantes universitários a ingressar nas fileiras dessas organizações. Os terroristas prometem boas condições de trabalho e bens materiais e imateriais. 


Sputnik

Segundo os documentos encontrados, ficou conhecido que no Daesh e na Frente al-Nusra os novatos são isolados do resto do grupo. Nesse período, os recém-chegados estudam a charia, os princípios do jihad e a estrutura da organização.


Material de recrutamento de terroristas, encontrado em bairros liberados de Aleppo, 16.12.2016
Material de recrutamento de terroristas, encontrado em bairros liberados de Aleppo | © Sputnik

A próxima etapa da iniciação consiste de um batismo de guerra. Depois disso, os jovens são reunidos em grupos com outros novatos de outras regiões. Eles recebem aulas sobre membros presos da Al-Qaeda. Segundo o material apreendido, as revelações sobre os horrores e as torturas nas prisões servem para os novatos não deixarem o seio da organização na qual ingressaram.

Após esse processo, os grupos terroristas apresentam tarefas ao recrutado. Em sua maioria, são ordens de eliminar alvos indicados.


Uma fonte militar revelou à Sputnik que foram encontrados muitos livros e documentos de conteúdo semelhante de origem saudita. Muitos materiais convocam os fieis a participar da jihad e a realizar assassinatos em nome da fé. Na Síria a posse desses materiais é ilegal e é condenada inclusive pelas autoridades religiosas do país. Esses documentos fundamentam e justificam as atrocidades cometidas pelos jihadistas. Além disso, o material comprovou o uso por terroristas de preparados médicos para estimular atividades físicas e sexuais, informou o interlocutor da agência.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas