Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Militares dos EUA, Israel e Turquia tentam deixar Aleppo junto com terroristas

Muitos dos militares estrangeiros que fazem parte da oposição moderada, que estão em Aleppo oriental, tentam abandonar a cidade junto com terroristas, disse na segunda-feira (19) o representante permanente da Síria na ONU, Bashar Jaafari.


Sputnik

"Muitos dos oficiais estrangeiros – militares e agentes de inteligência, instalados na parte oriental de Aleppo, tentam abandonar o seu baluarte, juntamente com grupos terroristas", disse Jaafari aos jornalistas.


Sírios evacuados das vilas sob o controle dos terroristas perto de Idlib, Aleppo, Síria, 19 de dezembro de 2016
Evacuação de Aleppo © AFP 2016/ GEORGE OURFALIAN

O representante listou nomes e nacionalidades entre as quais há cidadãos da Turquia, EUA, Israel, Qatar, Arábia Saudita, Jordânia e Marrocos.

"Estes representantes da 'oposição moderada' síria de cidadania estrangeira tentam abandonar Aleppo oriental com terroristas", disse Jaafari. 


Além disso, o diplomata sírio declarou que Aleppo será completamente limpa dos terroristas hoje à noite. Segundo ele, os últimos terroristas estão sendo evacuados de suas fortificações. 

Na sexta-feira passada (16), o Ministério da Defesa da Rússia anunciou que Aleppo está sob pleno controle do governo da Síria, tendo, o exército do país, cumprido a operação de libertação dos bairros orientais da cidade. Civis e militares estão saindo da cidade em conformidade com o acordo de cessar-fogo entre os grupos restantes de resistência e as forças governamentais.

Postar um comentário