Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Operações militares no Leste de Aleppo chegam ao fim; Governo sírio recupera controle (vídeo)

As operações militares no leste de Aleppo foram concluídas, e o governo sírio recuperou o controle da área, anunciou o embaixador russo para as Nações Unidas, Vitaly Churkin, ao Conselho de Segurança da ONU nesta terça-feira. 


Sputnik

"De acordo com as informações mais recentes que recebemos na última hora, as ações militares no leste de Aleppo terminaram, então não há nenhuma questão sobre um cessar-fogo ou certas operações humanitárias especiais", disse Churkin. 




"O governo sírio restabeleceu o controle sobre o leste de Aleppo, e agora vem a fase de ações humanitárias práticas".

Churkin disse anteriormente que os militantes que ainda estavam na região estavam deixando-a através de corredores designados. Antes disso, os grupos armados de Aleppo Oriental pediram ao exército sírio que os deixasse partir.

Nos últimos meses, Aleppo tornou-se um importante campo de batalha na Síria entre forças governamentais, de um lado, e os terroristas e militantes armados, de outro.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas