Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Pelo menos 30 civis sírios mortos em ataque do Daesh perto de Al-Bab

Mais de 30 moradores da cidade síria de Al-Bab foram mortos na tentativa de sair da cidade.


Sputnik

Eles morreram devido à explosão de minas e explosivos caseiros colocados por extremistas do Daesh (grupo terrorista, proibido na Rússia), informa o Estado-Maior turco. 


Explosão em Al-Bab (foto de arquivo)
Explosão em Al-Bab © AFP 2016/ PHILIPPE DESMAZES

"Pelo menos 30 moradores de Al-Bab que tentavam fugir da cidade morreram devido à detonação de minas e explosivos caseiros colocados por terroristas, muitos outros civis foram feridos", se diz no Estado-Maior turco.

A Turquia começou em 24 de agosto a operação Escudo do Eufrates para expulsar os jihadistas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em muitos outros países) das localidades fronteiriças do norte da Síria. Com ajuda da oposição síria, o exército turco conquistou o controle da cidade de Jarablus e agora continua sua ofensiva em direção ao sudoeste.

Como havia dito anteriormente o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, o objetivo desta operação é a eliminação dos terroristas neste território e a criação de uma zona para o alojamento de refugiados. 

Vale ressaltar que Damasco considera a invasão armada pela Turquia das suas províncias do norte como ocupação estrangeira e não coordena com Ancara suas ações na luta contra os terroristas.

Postar um comentário