Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Pelo menos 30 civis sírios mortos em ataque do Daesh perto de Al-Bab

Mais de 30 moradores da cidade síria de Al-Bab foram mortos na tentativa de sair da cidade.


Sputnik

Eles morreram devido à explosão de minas e explosivos caseiros colocados por extremistas do Daesh (grupo terrorista, proibido na Rússia), informa o Estado-Maior turco. 


Explosão em Al-Bab (foto de arquivo)
Explosão em Al-Bab © AFP 2016/ PHILIPPE DESMAZES

"Pelo menos 30 moradores de Al-Bab que tentavam fugir da cidade morreram devido à detonação de minas e explosivos caseiros colocados por terroristas, muitos outros civis foram feridos", se diz no Estado-Maior turco.

A Turquia começou em 24 de agosto a operação Escudo do Eufrates para expulsar os jihadistas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em muitos outros países) das localidades fronteiriças do norte da Síria. Com ajuda da oposição síria, o exército turco conquistou o controle da cidade de Jarablus e agora continua sua ofensiva em direção ao sudoeste.

Como havia dito anteriormente o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, o objetivo desta operação é a eliminação dos terroristas neste território e a criação de uma zona para o alojamento de refugiados. 

Vale ressaltar que Damasco considera a invasão armada pela Turquia das suas províncias do norte como ocupação estrangeira e não coordena com Ancara suas ações na luta contra os terroristas.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas