Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Rebeldes sírios dizem que novo acordo foi fechado para retirada em Aleppo

Reuters

BEIRUTE (Reuters) - Novo acordo foi fechado para completar a retirada de pessoas de áreas rebeldes ao leste de Aleppo, que ficou paralisada devido às demandas das forças pró-governo de que duas aldeias sitiadas por rebeldes também fossem evacuadas, disse um rebelde sírio ao canal de notícias al-Arabiya al-Hadath neste sábado.


Resultado de imagem para evacuação aleppo
Aleppo - De acordo com o governo, os milicianos bloquearam as saídas de duas áreas e os civis, que estão em ônibus, estariam sob fogo cruzado | Lusa/divulgação

O oficial rebelde al-Farouk Abu Bakr, falando de Aleppo, disse que o acordo incluiu a evacuação das duas aldeias xiitas sitiadas por insurgentes, a liberação de feridos de duas cidades sitiadas por forças pró-governo perto da fronteira libanesa e a evacuação total de Aleppo oriental rebelde.

As aldeias de al-Foua e Kefraya, na província de Idlib, são dominadas por insurgentes. As cidades de Madaya e Zabadani são bloqueadas por forças pró-governo.

A operação de retirada de pessoas das últimas áreas controladas pela oposição na cidade síria de Aleppo foi suspensa na sexta-feira depois que milícias pró-governo exigiram que pessoas feridas deveriam também ser retiradas de duas vilas xiitas cercadas pelos combatentes rebeldes.




Postar um comentário