Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Regime sírio recupera cinco novos bairros rebeldes de Aleppo

Desde o início da ofensiva do exército e das milícias aliadas, em 15 de novembro, o regime expulsou rebeldes de muitos bairros de Aleppo Oriental através de bombardeios.


France Presse


Cinco novos bairros rebeldes da cidade síria de Aleppo, em especial o distrito chave de Chaar, foram recuperados nesta terça-feira (6) pelas tropas do regime, que controlam agora mais de 70% deste reduto insurgente, informa o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). 


Resultado de imagem para aleppo
Fumaça é vista no horizonte de Aleppo na manhã desta terça-feira (6) (Foto: REUTERS/Omar Sanadiki)


Chaar, Dahret Awwad, Jouret Awwad, Karml al-Jabal e Karm al-Beik, que estão na parte central de Aleppo Oriental, "foram tomados pelo regime, que está cercando cada vez mais os rebeldes", indicou à agência France Presse Rami Abdel Rahmane, diretor do OSDH.

A agência oficial síria Sana também informou sobre a tomada de Chaar, o maior dos bairros, assim como outros setores.

Desde o início da ofensiva do exército e das milícias aliadas, no dia 15 de novembro, para reconquistar Aleppo Oriental, setor que não controla desde 2012, o regime expulsou os rebeldes de muitos bairros através de bombardeios.

Os insurgentes, superados pela potência aérea do regime, estão agora no setor meridional de Aleppo Oriental, com milhares de famílias encurraladas ali.

Mais de 50.000 civis fugiram de Aleppo Oriental em direção a zonas governamentais desde o início desta ofensiva, que já deixou centenas de mortos.



Postar um comentário