Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Temos armas hipersônicas': Rússia dará resposta à saída dos EUA do Tratado INF, diz Putin

A Rússia não deixará a decisão dos Estados Unidos de retirar-se unilateralmente do tratado de armas nucleares sem resposta, garantiu o presidente russo Vladimir Putin, acrescentando que o país não precisa se unir a outra corrida armamentista.
Sputnik

Moscou ainda está pronta para continuar dialogando com Washington sobre o tratado bilateral que proíbe os mísseis de médio alcance, que se tornou uma das pedras angulares do desarmamento nuclear, disse o líder russo em uma reunião do governo em Sochi. Ainda assim, os EUA devem "tratar esta questão com total responsabilidade", disse o presidente, acrescentando que a decisão de Washington de retirar-se do acordo "não pode e não ficará sem resposta".


Estas não são ameaças vazias, advertiu Putin. Ele disse que a Rússia já havia advertido os EUA contra a saída do tratado ABM que regulamenta os sistemas de mísseis e avisou Washington sobre possíveis retaliações. "Agora, temos armas hipersônicas capazes de penetrar qualquer…

Sem acordo, 'Idlib será a próxima Aleppo', alerta enviado da ONU para a Síria

A cidade síria de Idlib, onde se refugiaram os rebeldes e suas famílias evacuadas de Aleppo durante o avanço do exército sírio, corre o risco de se tornar "a próxima Aleppo", disse nesta quinta-feira (15) o enviado da ONU para a Síria, Staffan de Mistura. 


Sputnik

"Se não houver um acordo político e de cessar-fogo, Idlib se tornará a próxima Aleppo", disse Mistura, em entrevista coletiva em Paris.


Soldados da artilharia do exército sírio na província de Idlib, no noroeste da Síria (foto de arquivo)
Idlib, Síria © Sputnik/ Ilya Pitalev

O enviado da ONU também julgou ser uma prioridade da organização internacional enviar funcionários para supervisionar a evacuação de Aleppo.

De acordo com o Centro para a Reconciliação na Síria russo, um segundo comboio de ônibus e automóveis saiu do leste de Aleppo nesta quinta-feira, levando rebeldes que depuseram as armas, bem como suas famílias, “por uma rota especial do distrito de Salah al-Din no bairro de Rashidin-4, onde eles serão transferidos para outros veículos para seguir para Idlib". 


Ao longo dos últimos meses, Aleppo tornou-se um grande campo de batalha na Síria entre as forças governamentais e os militantes rebeldes. Na última terça-feira (13), foi anunciado que o exército sírio já estava na posse de controle sobre 98% do território da cidade.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas