Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Terroristas do Daesh dissipam mito de invulnerabilidade de tanques alemães Leopard

Os jihadistas do grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países) publicaram na Internet as imagens de quatro carros de combate alemães Leopard 2 destruídos no decorrer dos combates perto da cidade síria de Al-Bab.


Sputnik


Após terem analisado os danos causados a esse material militar, os analistas concluíram que dois veículos de combate passaram sobre minas, enquanto os restantes foram destruídos por canhões antitanque. 

Tanques alemães Leopard 2 destruídos na Síria
Ver imagem no Twitter

O jornal russo Rossiyskaya Gazeta escreveu que, tendo em conta o fato acima mencionado, se pode constatar que "o mito de invulnerabilidade dos tanques alemães Leopard foi dissipado".
Antes, a Turquia reforçou suas tropas com um batalhão de tanques Leopard 2A4, no âmbito da operação militar na Síria batizada de Escudo do Eufrates e iniciada em 24 de agosto do ano em curso. Segundo foi informado, essa manobra teve por objetivo limpar de terroristas Al-Bab, uma cidade síria de importância estratégica.


Postar um comentário