Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Turquia e Exército Livre da Síria bombardeiam povoados curdos

Os militares turcos e destacamentos do Exército Livre da Síria estão realizando ataques contra o cantão de Afrin, localizado ao norte da fronteira sírio-turca e que está sob controle do Partido da União Democrática curda.


Sputnik


O ministro da Defesa do cantão do Afrin, Abdo Ibrahim, informou à Sputnik Turquia que povoados perto de Afrin, localizado entre Al-Bab e Manbij, estão sendo sujeitos a ataques da Força Aérea da Turquia e dos destacamentos do Exército Livre da Síria que usam armamento pesado. Segundo disse Ibrahim, o lado turco bombardeia com obuses, enquanto o Exército Livre da Síria usa morteiros e lançadores múltiplos de foguetes Katyusha. 

Membros do Exército Livre da Síria
Militantes do Exército Livre da Síria © REUTERS/ Msallam Abd Albaset

"Nos últimos dias, os militares turcos e os destacamentos do Exército Livre da Síria intensificaram os ataques contra o cantão. Ontem, na direção do povoado de Kitne, que faz parte de Afrin, foram lançadas seis granadas de morteiro e realizados ataques com mísseis. Os ataques resultaram em feridos entre civis. Além disso, morreu um soldado nosso, membro dos destacamentos da milícia que garante a defesa do cantão", afirmou o ministro da Defesa do cantão do Afrin. 

Segundo disse Ibrahim, "os feridos foram levados aos hospitais da cidade de Afrin. O estado de saúde de alguns deles é grave. Quaisquer que sejam os ataques, o povo de Afrin continuará protegendo seus povoados e a sua cidade". 

Ibrahim também apontou que por vezes Afrin sofre ataques do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia), mas os habitantes conseguem repelir seus ataques.

Postar um comentário