Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Arquivos secretos: CIA indicava ameaça de guerra entre Grécia e Turquia

Arquivos da CIA que vieram à tona revelam que EUA consideravam cenários de guerra entre Grécia e Turquia, presumindo que o balanço das forças deveria manter-se até 1992, comunica a edição Miltaire.


Sputnik

"Um dos documentos da CIA é exemplo disso. De 24 de março de 1988, o documento mostra que os norte-americanos sempre analisaram cenários de guerra no mar Egeu, na Trácia (sudeste da Europa) e no Chipre. O documento possui 37 páginas e, segundo ele, em 1984 previu-se que o balanço das forças no mar Egeu seria mantido até 1992 e depois a Turquia iria contrabalançar. Os norte-americanos acreditaram em 1984 que a guerra greco-turca iria causar grandes perdas para ambas as partes. O balanço das forças da época, de acordo com os EUA, seria o principal fator de limitação da guerra greco-turca", comunica a edição Miltaire.


Documentos da CIA sobre a crise entre a Turquia e a Grécia
                         Documentos da CIA sobre a crise entre a Turquia e a Grécia © Foto: CIA

As consequências do confronto entre Grécia e Turquia teriam sido sérias para os EUA e a OTAN, pois as posições da Aliança no flanco sudeste perderiam forças.

"Segundo o documento, a Turquia possui o maior exército, mas grande quantidade das forças está ocupada com ameaças internas. Os turcos escreveram que não se sentem ameaços pela Grécia. Pelo contrário, foram os gregos, especialmente após o ano de 1974 e realização da operação 'Attila' (invasão turca ao Chipre), que se focaram nas questões da defesa e segurança", comunica o site.

Entretanto, a culpa da tragédia do Chipre, segundo a CIA, é dos apoiantes da junta que governava a Grécia no período entre 1967 e 1974. Segundo os arquivos secretos da CIA, as pessoas que afirmam que as crises entre Grécia e Turquia somente piora a situação para a Grécia, estão completamente corretos.


Postar um comentário