Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Aviões de reconhecimento dos EUA voam perto das fronteiras russas no Báltico

A OTAN está intensificando os voos de reconhecimento perto das fronteiras com a Rússia no mar Báltico, comunica a mídia ocidental. 


Sputnik

Aviões militares norte-americanos e suecos realizaram voos de reconhecimento operacional perto das fronteiras terrestres e marítimas da Rússia em Kaliningrado, segundo comunicam várias mídias de países ocidentais.

RC-135
Boeing RC-135 © flickr.com/ Lance Cheung

Segundo a última informação, um avião de reconhecimento estratégico da Força Aérea dos EUA RC-135W, que partiu da base aérea de Mildenhall, na Grã-Bretanha, se aproximou da fronteira sul da região de Kaliningrado. Voando no espaço aéreo da Polônia acima de 10 quilômetros de altitude, ele realizou uma missão de reconhecimento radiotécnico do território russo durante duas horas.

Paralelamente, um avião de reconhecimento sueco Gulfstream 4 se aproximou do litoral russo no mar Báltico. Sobrevoando as águas internacionais do Báltico, ele também efetuou o reconhecimento do litoral de Kaliningrado.

Durante toda a semana, o RC-135W tinha realizado voos de reconhecimento perto das fronteiras de Kaliningrado, enquanto outro avião AWACS E-3A sobrevoou o mar Negro, efetuando a mesma missão perto da Crimeia.

Segundo os analistas, os voos de reconhecimento da OTAN são realizados no pano de fundo do deslocamento de sistemas S-400 e Iskander para a região de Kaliningrado e da instalação de mísseis interceptores na cidade de Serpukhov, na região de Moscou.




Postar um comentário