Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Aviões de reconhecimento dos EUA voam perto das fronteiras russas no Báltico

A OTAN está intensificando os voos de reconhecimento perto das fronteiras com a Rússia no mar Báltico, comunica a mídia ocidental. 


Sputnik

Aviões militares norte-americanos e suecos realizaram voos de reconhecimento operacional perto das fronteiras terrestres e marítimas da Rússia em Kaliningrado, segundo comunicam várias mídias de países ocidentais.

RC-135
Boeing RC-135 © flickr.com/ Lance Cheung

Segundo a última informação, um avião de reconhecimento estratégico da Força Aérea dos EUA RC-135W, que partiu da base aérea de Mildenhall, na Grã-Bretanha, se aproximou da fronteira sul da região de Kaliningrado. Voando no espaço aéreo da Polônia acima de 10 quilômetros de altitude, ele realizou uma missão de reconhecimento radiotécnico do território russo durante duas horas.

Paralelamente, um avião de reconhecimento sueco Gulfstream 4 se aproximou do litoral russo no mar Báltico. Sobrevoando as águas internacionais do Báltico, ele também efetuou o reconhecimento do litoral de Kaliningrado.

Durante toda a semana, o RC-135W tinha realizado voos de reconhecimento perto das fronteiras de Kaliningrado, enquanto outro avião AWACS E-3A sobrevoou o mar Negro, efetuando a mesma missão perto da Crimeia.

Segundo os analistas, os voos de reconhecimento da OTAN são realizados no pano de fundo do deslocamento de sistemas S-400 e Iskander para a região de Kaliningrado e da instalação de mísseis interceptores na cidade de Serpukhov, na região de Moscou.




Postar um comentário