Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Caças da OTAN continuam realizando voos de treinamento perto da Rússia

Caças da Força Aérea da Alemanha Eurofighter Typhoon, que executam missões da proteção do espaço aéreo dos países do Báltico, vão realizar voos de treinamento diários sobre a Estônia durante esta semana, comunicou o Estado-Maior do país.


Sputnik

"Os caças da Aviação Militar da Alemanha efetuarão voos nos dias de trabalho a altitudes superiores a 152 metros, longe de povoações. Os voos vão ser realizados na primeira parte do dia", diz o comunicado. Os caças estão estacionados na base militar de Emari (região de Tallinn).


Eurofighter Typhoon das forças armadas da OTAN
Eurofighter Typhoon © Foto: UK Ministry of Defence

Tais voos são regularmente realizados por aviões de vários países da OTAN, que efetuam a proteção do espaço aéreo do Báltico em regime rotativo.

Estes voos se baseiam em acordos especiais entre os países da OTAN, segundo os quais em cada país do Báltico existem zonas especiais para voos de treinamento.

Os países do Báltico não possuem aviões de patrulha, por isso após a sua integração à OTAN (em 2004) tais missões são realizadas por aeronaves da Aliança, estacionadas na Lituânia e na base de Emari (Estônia).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas