Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Casa Branca: Turquia prejudica a si mesma colocando em questão uso da base Incirlik

A possível restrição do uso da base aérea turca pelos militares americanos terá reflexos negativos no apoio de Washington a Ancara na luta contra o terrorismo, declarou Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca.


Sputnik

"Acho que a ameaça de limitar o acesso à base de Incirlik pode minar o apoio que nós poderíamos prestar", declarou Earnest na quinta-feira (05) durante seu briefing semanal. 


Resultado de imagem para base aerea incirlik
Base aérea de Incirlik, Turquia

Segundo ele destacou, essas ações seriam contraproducentes para a própria Turquia. Earnest expressou a vontade que isso não aconteça.

O porta-voz da Casa Branca sublinhou que a "Turquia é um aliado criticamente importante da OTAN" e que Washington está pronto a propor a Ancara apoio adicional na luta contra o Daesh (organização terrorista, proibida na Rússia).

Anteriormente o vice-premiê turco, Veysi Kaynak, havia declarado que Ancara pôs em questão a presença de forças da coalizão internacional liderada pelos EUA na base aérea turca de Incirlik. 

A base aérea de Incirlik é usada pelas forças aéreas dos EUA e da Turquia. O uso da base é regulado pelo Tratado de Cooperação Militar e Econômica entre os dois países. Na base estão colocados aviões de vários países que fazem parte da coalizão liderada pelos EUA e realizam operações aéreas contra o Daesh.


Postar um comentário