Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Coalizão, liderada pelos EUA, realizou 38 ataques aéreos na Síria e no Iraque

As forças armadas da coalizão internacional, liderada pelos EUA, realizou 38 ataques aéreos contra as posições do Daesh na Síria e no Iraque nesta sexta-feira (6), informou a assessoria de imprensa do Comando Central das Forças Aéreas dos Estados Unidos.


Sputnik


“As forças armadas da coalizão realizaram 38 ataques aéreos contra os terroristas do Daesh na Síria e no Iraque. Na Síria, as forças armadas coalizão realizaram 27 ataques, com uso de bombardeiros, caças e drones, bem como de artilharia, contra o Daesh. Além disso, no Iraque, as forças armadas da coalizão realizaram 11 ataques aéreos em apoio das tropas governamentais do Iraque”, informou o comunicado deste sábado. 

Coalizão liderada pelos EUA faz ataques aéreos contra o Estado Islâmico
A/F 18 Super Hornet norte-americano © AFP 2016/ US NAVY / MC2 JACOB G. SISCO

O informe dos EUA especificou que os alvos dos ataques eram instalações militares e infra-estrutura de exploração de petróleo em áreas dominadas por terroristas. 

Os EUA e aliados realizam, desde 2014, ataques aéreos no Iraque e na Síria contra o Daesh. As operações na Síria são realizadas sem a autorização do governo do país.

Postar um comentário