Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

EUA e Coreia do Sul pretendem criar brigada para eliminar Kim Jong-un

As Forças Armadas da Coreia do Sul e as tropas especiais dos EUA planejam criar uma unidade militar que será encarregada assassinar o líder norte-coreano, Kim Jong-un, caso iniciem ações militares na Península Coreana. 


Sputnik

As informações são da agência Yonhap que cita fontes do Exército sul-coreano. 

Soldados sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios conjuntos na cidade de Pohang, Coreia do Sul, 6 de julho de 2016
Tropas sul-coreanas e norte-americanas em treinamento na Coreia do Sul © AFP 2016/ JUNG YEON-JE

A brigada com número entre um e dois mil soldados será formada já neste ano. A fonte informa que os militares dos EUA serão comandados pela Coreia do Sul.

Durante os exercícios militares conjuntos, os soldados treinarão cenários que poderão acontecer na Península Coreana. No ano em curso, Washington e Seul acordaram em aumentar o número de manobras conjuntas. Destaca-se que o objetivo da brigada especial será eliminar a chefia militar e política da Coreia do Norte em caso de guerra.

Anteriormente, em 30 de novembro de 2016, o Conselho de Segurança da ONU aprovou resolução que reforça sanções contra a Coreia do Norte, depois do 5º teste nuclear realizado por Pyongyang em setembro do ano passado. O documento limita a cooperação com a Coreia do Norte em várias áreas, amplia as sanções contra indivíduos e entidades, bem como anuncia a proibição de exportação de novos produtos para o país. No entanto, Pyongyang insiste na continuação do fortalecimento das "forças de dissuasão nuclear" até que os EUA parem com as ameaças.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas