Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

EUA enviam caças F-35 mais recentes ao Japão

O corpo de infantaria naval dos EUA enviou ao Japão caças multifuncionais de produção norte-americana mais recente, informa a AFP.


Sputnik


Anteriormente a agência de notícias japonesa Kyodo havia informado que as autoridades da cidade de Iwakuni (província de Yamaguchi) aprovaram a implementação dos F-35 no seu território. Os Estados Unidos planejavam deslocar para a base aérea de Iwakuni 16 aviões para substituir os caças obsoletos F/A-18 e AV-8 Harrier. 

Lockheed Martin F-35
Lockheed Martin F-35 Lightining © flickr.com/ mashleymorgan

Conforme dados dos AFP, o envio dos F-35 ao Japão virou o primeiro deslocamento rápido destes caças para um país estrangeiro. 

Mais cedo presidente eleito Donald Trump havia criticado o alto custo dos caças F-35. O programa da corporação Lockheed Martin (fabricante dos F-35) custou aos contribuintes americanos cerca de 400 bilhões de dólares.


Postar um comentário