Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Exército turco sofre baixas na luta contra Daesh por Al-Bab sírio

Cinco militares turcos morreram e nove ficaram feridos na sequência de um ataque levado a cabo por militantes do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) perto da cidade síria de Al-Bab.


Sputnik

O anúncio foi feito pelo Estado-Maior General das Forças Armadas da Turquia na sexta-feira (20). 


Soldados turcos em um tanque durante operação militar na fronteira turco-síria
Tropas turcas na fronteira com a Síria © AFP 2016/ BULENT KILIC

A entidade militar informou que "o ataque dos terroristas, com uso de um carro-bomba, foi efetuado às 13h40 [08h40, horário de Brasília] na região de Suflania, perto de Al-Bab". Os feridos foram imediatamente levados a um hospital.

A agência RIA Novosti obteve essa declaração do Estado-Maior General.

Anteriormente, o chanceler turco Mevlut Cavusoglu tinha informado que, após o término da operação em Al-Bab, as forças turcas vão se dirigir no sentido da cidade de Raqqa, considerada como baluarte do Daesh.

O Exército da Turquia começou a operação Escudo de Eufrates contra o Daesh em 24 de agosto de 2016, tendo libertado a cidade fronteiriça de Jarablus, no norte da Síria, com a participação da oposição síria. O principal objetivo da missão é eliminar os terroristas, que dominam uma área de cinco mil quilômetros quadrados, para criação de uma zona segura, que será usada também para instalação de refugiados.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas