Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Forças iraquianas eliminam 2 campos militares do Daesh

A Força Aérea do Iraque bombardeou, na província de Anbar, dois campos militares de treinamento de terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia). Pelo menos 45 combatentes foram eliminados, informa a Sputnik Árabe, citando declarações do comando.


Sputnik

Os ataques aéreos foram realizados na cidade de Al-Qaim, o último baluarte do Deash na província de Anbar, revela a Sputnik Árabe.


Forças governamentais do Iraque perto da cidade de Hit, na província de Anbar, 18 de março 2016
Tropas iraquianas © AFP 2016/ MOADH AL-DULAIMI

Segundo dados dos militares iraquianos, no primeiro campo militar foram mortos 15 terroristas, no segundo — cerca de 30, e mais 25 combatentes foram feridos. Além disso, munições e equipamento bélico do Daesh armazenados nos campos foram também destruídos.

Os militares do Iraque iniciaram ações militares ativas no oeste da província de Anbar, realizando, ao mesmo tempo, a operação contra o Daesh em Mossul, no norte do país.

A maior parte da província de Anbar, incluindo as cidades de Ramadi e Faluja, foi libertada do Daesh em 2016.



Postar um comentário