Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

General sírio morto por disparo de franco-atirador durante negociações no Vale do Barada

O general de brigada sirio Ahmad Ghadban, um dos coordenadores do processo de reconciliação na região do Vale do Barada, morreu neste sábado (14) com um tiro de um franco-atirador, declarou à Sputnik uma fonte das forças de segurança locais.


Sputnik


De acordo com a fonte, o general foi atingido enquanto regressava com uma equipe de manutenção do manancial de Ain al-Fija, uma das principais fontes de água potável para a população de Damasco. O rio Barada é o mais importante de dois rios que passam pela capital da Síria. 

Pessoas andando às margens do rio Barada na capital síria, Damasco, em 3 de janeiro de 2017
Rio Barada em Damasco, Síria © AFP 2016/ LOUAI BESHARA

No final de dezembro, um duto d'água na região sofreu uma explosão durante enfrentamentos com os terroristas, afetando cerca de 5,5 milhões de pessoas em Damasco. Militantes da Frente Fatah al-Sham (ex-Frente al-Nusra) também capturaram a estação de bombeamento de Ain al-Fija. 

Na quarta-feira (11), o governador da província de Damasco disse que acordos haviam sido alcançados com os militantes para que os engenheiros do governo acessassem as instalações de Ain al-Fija e consertassem os dutos d'água no Vale do Barada. Poucas horas depois, os rebeldes negaram que qualquer acordo tivesse sido alcançado com a liderança síria. 

Na sexta-feira (13), a mídia estatal síria informou que o exército sírio e militantes da oposição armada haviam acordado uma trégua no Vale do Barada.

Postar um comentário