Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Índia e Vietnã negociam acordo sobre fornecimento de sistemas de mísseis Akash

O Vietnã está negociando com Índia a aquisição de mísseis antiaéreos Akash, informa o jornal Times of India.


Sputnik


Segundo a fonte citada pela edição, "se trata de sistemas de mísseis fabricados com 96% de peças indianas". 

Sistema de mísseis antiaéreos Akash, da Índia
Sistema de mísseis antiaéreos Akash © AFP 2016/ JUNG YEON-JE

Antes, o ministro da Defesa da Índia Manohar Parrikar informou que, além do Akash, o Vietnã se mostra interessado em mísseis de cruzeiro de fabricação russo-indiana BrahMos. No entanto, um acordo sobre esses mísseis será complicado, já que os BrahMos contam com 60% de componentes russos. 

O Vietnã procura não só adquirir sistemas de mísseis antiaéreos Akash, com alcance de 25 quilômetros, como também obter acesso às tecnologias que possibilitem a fabricação conjunta. 

Times of India aponta que recentemente o Vietnã e a Índia têm demonstrado elevado interesse em cooperar na área da defesa em contexto de eventual reforço do potencial militar da China.


Postar um comentário