Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Índia planeja comprar centenas de mísseis para sistema antiaéreo russo

Há muito tempo, a Índia tenta substituir o sistema antiaéreo autopropulsado de fabricação russa Kvadrat. O difícil para o país é encontrar uma opção apropriada capaz de proteger 500 áreas e pontos de vulnerabilidade do seu território.


Sputnik

A Índia encomendou cerca de 200 mísseis para o sistema autopropulsado 2K12 Kub/Kvadrat.


Sistema de defesa antiaérea russo ZRK 2K12 KUB (versão KVADRAT destinada à exportação)
Sistema russo de defesa antiaerea ZRK 2K12 Kub (versão Kvadrat) © Foto: kollektsiya.ru

Os mísseis indianos do sistema de defesa antiaérea terra-ar Akash deveriam substituir os mísseis 3M9ME/3M9M3E do sistema Kvadrat para oferecer uma maior proteção aérea das forças mecanizadas em manobras militares. Kvadrat se destina à defesa aérea de efetivos e objetos contra aviões do inimigo que voam em altitudes baixas e médias com velocidades subsônicas e supersônicas.

O Exército indiano comunicou que o sistema Akash, além de atingir alvos em um raio de até 25 quilômetros, possui probabilidade de destruição de alvos com um único disparo equivalente a 80%. O Exército deseja aumentar a porcentagem citada acima para 96% já em 2018.

É evidente que o Exército vá continuar usando o Kvadrat, pois o sistema de defesa antiaérea Akash perde em termos de rapidez, eficácia e tempo de reação. Além disso, sua cobertura de radar é inferior a 360 graus.

No ano passado, a Índia emitiu licitações para várias empresas internacionais. A empresa russa Rosoboronexport e várias outras companhias estrangeiras da França, EUA, Israel, Bielorrússia, Coreia do Sul e Alemanha, estão na lista.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas