Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Marinha da Ucrânia adverte sobre deslocamento de material bélico no país

O Comando da Marinha da Ucrânia adverte os civis da região de Odessa e Nikolaevsk sobre o deslocamento de equipamento militar no âmbito da realização de exercícios militares.


Sputnik

"Durante esta semana, no âmbito da série de exercícios militares de alerta máximo dos órgãos de comando militar e unidades militares, nas regiões de Odessa e Nikolaevsk serão realizados deslocamentos de colunas de material bélico, instalação de postos de controle na rota de deslocamento e outras medidas", diz o comunicado do centro da imprensa do Comando da Marinha da Ucrânia publicado no Facebook. 


Barco de mísseis Priluki da Marinha da Ucrânia
Lancha lança-mísseis da Ucrânia © Sputnik/ Vasiliy Batanov 

Devido a isso o Comando pede aos civis compreensão frente aos inconvenientes que possam surgir devido à realização das iniciativas planejadas.

Os militares pediram ainda que os habitantes não criem dificuldades para os militares durante o deslocamento e mantenham a tranquilidade.


Postar um comentário