Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

McCain admite liderança da Rússia no Oriente Médio

O presidente Vladimir Putin conseguiu para o seu país o papel de líder no Oriente Médio, declarou o senador republicano John McCain.


Sputnik


Falando ao canal MSNBC, o político americano confirmou que Vladimir Putin fez com que a Rússia se tornasse o principal jogador na região do Oriente Médio. 

Senador norte-americano John McCain © AP Photo/ Kevin Hagen

De acordo com ele, o presidente da Rússia "alcançou o desejável de modo muito experiente, mesmo tendo cartas más nas mãos". 

McCain acrescentou ainda que os EUA devem ficar satisfeitos com o convite para as negociações sobre a regularização na Síria, marcadas para 23 de janeiro. 

O senador John McCain é conhecido por suas posições antirrussas. Em particular, ele foi um dos iniciadores da introdução das sanções contra Moscou devido aos ataques cibernéticos alegadamente realizados por "hackers russos". Contudo, nem o senador, nem outros responsáveis do país apresentaram quaisquer provas das suas acusações.

Postar um comentário