Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Qual será resposta síria a novos mísseis 'inteligentes' dos EUA?

A cada declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre seus "mísseis inteligentes", os sistemas de defesa antiaérea sírios terão sua própria resposta de mísseis, o que foi demonstrado pelo país em 14 de abril, assegurou à Sputnik o membro do Conselho Público junto ao Ministério da Defesa da Rússia, Igor Korotchenko.
Sputnik

Mais cedo, Sergei Rudskoy, chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, disse aos jornalistas que os especialistas russos tinham detectado evidências de 22 mísseis terem atingido alvos, de um total de 105 anunciados pelos EUA, na sequência do ataque aéreo dos EUA e seus aliados.


"Os mísseis podem ser 'inteligentes', mas os sistemas da defesa antiaérea podem ser eficientes, por isso, para cada míssil 'astuto' haverá um míssil guiado, o que foi demonstrado pelo ótimo treinamento profissional dos soldados sírios. Nas declarações de Trump há muita publicidade, e para cada tweet de Trump sobre seus '…

Militares dos EUA culpam Rússia de criar armamento antissatélite

O Comando Estratégico dos Estados Unidos (STARTCOM) acredita que a Rússia está desenvolvendo armamento contra satélites, incluindo com tecnologia de laser.


Sputnik

Segundo o chefe do STARTCOM, general John Hyten, Moscou atualmente está investigando "determinadas possibilidades militares que podem ameaçar nossos satélites".


Satélites
© NASA. 

O general destacou que o uso do armamento pode causar muitos destroços que dificultarão o funcionamento das naves espaciais em órbita.

Além disso, o STRATCOM considera que a China também continua a realizar exercícios de seus sistemas de defesa "em várias órbitas".

"No futuro próximo elas [a Rússia e a China] poderão usar as capacidades para ameaçar qualquer nave espacial que fica no espaço. Devemos evitá-lo, e a melhor maneira de evitar a guerra é estar pronto para ela. Isso é o que os EUA vão fazer. Vamos garantir que todos saibam que estamos prontos para a guerra", afirmou John Hyten.



Postar um comentário