Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Militares dos EUA culpam Rússia de criar armamento antissatélite

O Comando Estratégico dos Estados Unidos (STARTCOM) acredita que a Rússia está desenvolvendo armamento contra satélites, incluindo com tecnologia de laser.


Sputnik

Segundo o chefe do STARTCOM, general John Hyten, Moscou atualmente está investigando "determinadas possibilidades militares que podem ameaçar nossos satélites".


Satélites
© NASA. 

O general destacou que o uso do armamento pode causar muitos destroços que dificultarão o funcionamento das naves espaciais em órbita.

Além disso, o STRATCOM considera que a China também continua a realizar exercícios de seus sistemas de defesa "em várias órbitas".

"No futuro próximo elas [a Rússia e a China] poderão usar as capacidades para ameaçar qualquer nave espacial que fica no espaço. Devemos evitá-lo, e a melhor maneira de evitar a guerra é estar pronto para ela. Isso é o que os EUA vão fazer. Vamos garantir que todos saibam que estamos prontos para a guerra", afirmou John Hyten.



Postar um comentário