Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Troféus de guerra: tecnologias militares desviadas nos últimos 20 anos

A espionagem na indústria militar é uma das formas mais eficazes de obter a tecnologia que não se possui. Na guerra invisível conduzida pelos serviços secretos todos os meios são usados.
Sputnik

A Sputnik conta sobre as tecnologias das quais, em vários momentos, os governos conseguiram se apropriar. 

Drone desaparecido

Em 4 de dezembro de 2011, o mais novo drone stealth norte-americano RQ-170 Sentinel desapareceu no oeste do Afeganistão. Segundo o Pentágono, alguém "cortou" o canal de comunicação entre o drone e o operador. Cinco dias depois, um veículo aéreo não tripulado com características de design semelhantes foi apresentado na televisão iraniana. Ainda não se sabe exatamente como o controle do drone foi interceptado. Especialistas acreditam que isso não poderia ter acontecido sem um moderno sistema de guerra eletrônica entregue ao Irã pela Rússia ou China. Não há informações oficiais sobre esse assunto.

O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, apelou às autoridades da Repúbl…

Militares indicam passos para conter 'agressão russa' na Europa

O general Curtis Scaparrotti, chefe do comando europeu das Forças Armadas dos EUA, apresentou um relatório à chefia do Pentágono sobre os passos para resistir à "agressão russa", declarou a jornalistas Ashton Carter, secretário de Defesa dos EUA. 


Sputnik

"Realizamos um encontro de dirigentes para negociar os passos com vista a garantir a segurança nas próximas semanas e meses. Falamos também os assuntos da resistência às ameaças-chaves crescentes que nós estamos enfrentando", disse Carter na coletiva de imprensa do Pentágono.

Soldados poloneses e norte-americanos durante exercícios conjuntos Anakonda 16 perto de Torun, Polônia, junho de 2016
Soldados poloneses e dos EUA em exercício na Polônia © REUTERS/ Kacper Pempel

"Destacamos a nossa unidade com os parceiros da OTAN", adicionou ele.

Comentando as declarações de que a Rússia supostamente ameaça os Países Bálticos e a Polônia, Sergei Lavrov, chanceler russo, havia dito que a OTAN está bem ciente de que Moscou não tem planos de atacar alguém. De acordo com ministro do Exterior russo, essas declarações são apenas um pretexto para implementar mais equipamento militar nas fronteiras da Rússia.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas