Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Militares indicam passos para conter 'agressão russa' na Europa

O general Curtis Scaparrotti, chefe do comando europeu das Forças Armadas dos EUA, apresentou um relatório à chefia do Pentágono sobre os passos para resistir à "agressão russa", declarou a jornalistas Ashton Carter, secretário de Defesa dos EUA. 


Sputnik

"Realizamos um encontro de dirigentes para negociar os passos com vista a garantir a segurança nas próximas semanas e meses. Falamos também os assuntos da resistência às ameaças-chaves crescentes que nós estamos enfrentando", disse Carter na coletiva de imprensa do Pentágono.

Soldados poloneses e norte-americanos durante exercícios conjuntos Anakonda 16 perto de Torun, Polônia, junho de 2016
Soldados poloneses e dos EUA em exercício na Polônia © REUTERS/ Kacper Pempel

"Destacamos a nossa unidade com os parceiros da OTAN", adicionou ele.

Comentando as declarações de que a Rússia supostamente ameaça os Países Bálticos e a Polônia, Sergei Lavrov, chanceler russo, havia dito que a OTAN está bem ciente de que Moscou não tem planos de atacar alguém. De acordo com ministro do Exterior russo, essas declarações são apenas um pretexto para implementar mais equipamento militar nas fronteiras da Rússia.


Postar um comentário