Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Ministério da Defesa russo começa reduzindo seu contingente militar na Síria

O contingente das Forças Armadas da Rússia começa se reduzindo, os primeiros a deixar a Síria serão o porta-aviões Admiral Kuznetsov, o cruzador Pyotr Veliky e os navios que os acompanham, declarou na sexta-feira (6) aos jornalistas Valery Gerasimov, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.


Sputnik


"Conforme decisão do Comandante Supremo das Forças Armadas da Rússia, Vladimir Putin, o Ministério da Defesa russo começa reduzindo seu contingente na Síria", disse ele. 

O porta-aviões russo Admiral Kuznetsov
Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov © Sputnik/ Oleg Lastochkin

Gerasimov destacou que os navios da Frota do Norte chefiados pelo Admiral Kuznetsov serão os primeiros a deixar a zona de conflito. 

"Quero agradecer a todos os efetivos do grupo naval pelo cumprimento das tarefas que lhe foram atribuídas. Ordeno ao vice-almirante Viktor Sokolov que a partir de hoje se inicie a desmobilização do grupo naval e que este regresse ao seu posto de baseamento principal em Severomorsk de acordo com o plano anteriormente aprovado", disse Gerasimov. 

Ele também lembrou que a partir das 00h00 de 30 de dezembro na Síria entrou em vigor o regime de cessar-fogo. 

O general frisou que os êxitos em Aleppo podem se tornar a base para a regulação pacífica na Síria. 

"Os êxitos do exército sírio na libertação de Aleppo criaram as condições necessárias para uma regulação pacífica do conflito. O atual regime de cessar-fogo é a prova disso", sublinhou Gerasimov.

Postar um comentário