Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Não à corrida nuclear: Rússia está pronta a reduzir armas nucleares junto com os EUA

A Rússia está pronta para efetuar a redução das armas nucleares, sendo que nunca apoiou a corrida nuclear, segundo comunicou o senador russo Oleg Morozov.


Sputnik


O presidente eleito dos EUA Donald Trump apontou a possibilidade de assinar um acordo de redução das armas nucleares com a Rússia em troca do levantamento das sanções, comunica o Times. 

Central nuclear
Central nuclear © Sputnik/ Sergei Pyatakov

"Isto (a redução das armas nucleares) não é a condição do levantamento das sanções, mas é um dos temas que podemos discutir, se a parte norte-americana quiser… Nunca apoiamos a ideia da corrida nuclear, estamos interessados na sua redução", proclamou Morozov.

Entretanto, ele adiantou que a Rússia nunca vai ceder nas "questões básicas", acrescentando que as sanções não podem obrigar a Rússia a cumprir quaisquer condições.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas