Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia adverte exército sírio contra entrada em Manbij

O comunicado foi divulgado poucos dias depois de pelo menos quatro soldados americanos terem sido mortos em um atentado suicida na cidade de Manbij, no norte da Síria, cuja responsabilidade foi assumida pelo Daesh (grupo terrorista proibido em Rússia e em vários outros países).
Sputnik

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, Hami Aksoy, alertou as Forças Armadas do governo sírio para que não tentassem entrar na cidade de Manbij, localizada no norte da Síria.


"Às Unidades de Proteção Popular curdas na Síria (YPG) não deveria ser permitido deixar que as forças do regime [do presidente sírio Bashar Assad] entrem em Manbij", disse Aksoy em uma entrevista coletiva na sexta-feira (18). Ele também destacou que "a retirada das tropas norte-americanas da Síria não deveria ajudar os terroristas das YPG e do Partido de União Democrática curdo (PYD)".

As declarações foram feitas depois que nesta quarta-feira (16) na cidade síria de Manbij ocorreu uma explosão em u…

Qual é a verdadeira razão da escolta do Admiral Kuznetsov pelo Reino Unido? (video)

Londres prometeu "monitorar de perto o Admiral Kuznetsov, esse navio da vergonha", mas para o ministério da Defesa russo essa escolta não passa de um show dos militares britânicos.


Sputnik


O ministério russo da Defesa chamou atenção para a declaração do secretário de Estado britânico da Defesa Michael Fallon relativamente ao grupo de porta-aviões russo que atravessava o Canal da Mancha para regressar à Rússia após a missão de combate cumprida, declarou no comunicado o general Igor Konashenkov.

Porta-aviões Admiral Kuznetsov, da Marinha russa
Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov © Foto: The Northern Fleet

"O objetivo de tais declarações e desse show com cenas de escolta acompanhando os navios é de assim desviar a atenção dos contribuintes do estado real das coisas na Marinha Real britânica", comunicou o general Konashenkov.

Os navios da guerra russos não necessitam de serviços da escolta, acrescentaram no ministério.

"E em segundo lugar, gostaríamos de recomendar a Fallon para prestar mais atenção à Marinha britânica, tanto que teria boas razões para isso, segundo notou recentemente a mídia britânica" acrescentou Konashenkov falando sobre as afirmações recentes da mídia britânica sobre um erro durante o teste de um míssil lançado de submarino.

Após ter sido anunciado que a Marinha da Grã-Bretanha pretende escoltar o grupo aeronaval russo no seu regresso, a mídia britânica revelou que a operação de vigilância do grupo aeronaval do Admiral Kuznetsov vai custar ao país 1,6 milhões de euros.




Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas