Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Reino Unido oferece $36 bilhões para criar arma laser

O Ministério da Defesa britânico oferece 30 milhões de libras (cerca de 36 milhões de dólares) por um contrato para criar protótipo de arma laser.


Sputnik

A informação foi divulgada pela mídia local nesta quinta-feira (5) especificando que a nova arma, segundo o contrato oferecido, deve ser criada até meados dos anos 2020.

Um manifestante em máscara aponta algo com laser. Foto de arquivo (14 de fevereiro, 2016)
© AFP 2016/ YANNICK GRAZIANI

Segundo um representante do ministério britânico, o protótipo não está sendo desenvolvido com uma ameaça específica em mente, mas apenas para acessar este tipo inovador de armas, que usará tecnologia de energia direcionada. Além disso, segundo ele, as Forças Armadas poderiam se beneficiar desta nova arma, divulgou a BBC.

Os protótipos apresentados serão julgados por sua capacidade de adquirir e seguir alvos em diferentes distâncias, localizações e condições climáticas. 

Caso um projeto de arma seja bem-sucedido, ele poderá ter apresentação de seu sistema em 2019 e as primeiras armas laser poderão entrar em serviço já em meados de 2020. 

Este tipo de armas também poderá ser usado para combater drones, mísseis e morteiros, entre outros alvos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas