Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Testes de mísseis de longo alcance estão em 'fase final', diz Kim Jong-un

Última vez que a Coreia do Norte lançou míssil destas características foi em fevereiro.


EFE


O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, disse neste domingo (1º) em sua mensagem de Ano Novo que os testes com mísseis de alcance intercontinental estão em "fase final" de desenvolvimento, o que indica que o país poderia experimentar em breve um destes projéteis. 

Resultado de imagem para Kim Jong-un
Kim Jong-un

A última vez que a Coreia do Norte lançou um míssil destas características foi em 7 de fevereiro, ação ligada a um teste nuclear realizado um mês antes que culminou em pesadas sanções da ONU ao país.

Recentemente, as Nações Unidas aprovaram novas medidas contra a Coreia do Norte devido a outro teste atômico, feito em setembro.

Especialistas consideram "muito provável" que o regime de Kim Jong-un realize novos testes no começo deste ano para potencializar o desenvolvimento de seu programa de mísseis e armas nucleares.

Em sua tradicional mensagem de Ano Novo, transmitida pela emissora de televisão estatal "KCTV", Kim também afirmou que o país "aumentará" suas capacidades militares se os Estados Unidos não terminarem os exercícios militares que são realizados anualmente com as tropas da Coreia do Sul.

Pyongyang permanece tecnicamente em guerra contra Seul e Washington, já que a Guerra da Coreia, ocorrida entre 1950 e 1953, terminou com um cessar-fogo em vez de um tratado de paz.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas