Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Testes de mísseis de longo alcance estão em 'fase final', diz Kim Jong-un

Última vez que a Coreia do Norte lançou míssil destas características foi em fevereiro.


EFE


O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, disse neste domingo (1º) em sua mensagem de Ano Novo que os testes com mísseis de alcance intercontinental estão em "fase final" de desenvolvimento, o que indica que o país poderia experimentar em breve um destes projéteis. 

Resultado de imagem para Kim Jong-un
Kim Jong-un

A última vez que a Coreia do Norte lançou um míssil destas características foi em 7 de fevereiro, ação ligada a um teste nuclear realizado um mês antes que culminou em pesadas sanções da ONU ao país.

Recentemente, as Nações Unidas aprovaram novas medidas contra a Coreia do Norte devido a outro teste atômico, feito em setembro.

Especialistas consideram "muito provável" que o regime de Kim Jong-un realize novos testes no começo deste ano para potencializar o desenvolvimento de seu programa de mísseis e armas nucleares.

Em sua tradicional mensagem de Ano Novo, transmitida pela emissora de televisão estatal "KCTV", Kim também afirmou que o país "aumentará" suas capacidades militares se os Estados Unidos não terminarem os exercícios militares que são realizados anualmente com as tropas da Coreia do Sul.

Pyongyang permanece tecnicamente em guerra contra Seul e Washington, já que a Guerra da Coreia, ocorrida entre 1950 e 1953, terminou com um cessar-fogo em vez de um tratado de paz.

Postar um comentário