Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Testes de mísseis de longo alcance estão em 'fase final', diz Kim Jong-un

Última vez que a Coreia do Norte lançou míssil destas características foi em fevereiro.


EFE


O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, disse neste domingo (1º) em sua mensagem de Ano Novo que os testes com mísseis de alcance intercontinental estão em "fase final" de desenvolvimento, o que indica que o país poderia experimentar em breve um destes projéteis. 

Resultado de imagem para Kim Jong-un
Kim Jong-un

A última vez que a Coreia do Norte lançou um míssil destas características foi em 7 de fevereiro, ação ligada a um teste nuclear realizado um mês antes que culminou em pesadas sanções da ONU ao país.

Recentemente, as Nações Unidas aprovaram novas medidas contra a Coreia do Norte devido a outro teste atômico, feito em setembro.

Especialistas consideram "muito provável" que o regime de Kim Jong-un realize novos testes no começo deste ano para potencializar o desenvolvimento de seu programa de mísseis e armas nucleares.

Em sua tradicional mensagem de Ano Novo, transmitida pela emissora de televisão estatal "KCTV", Kim também afirmou que o país "aumentará" suas capacidades militares se os Estados Unidos não terminarem os exercícios militares que são realizados anualmente com as tropas da Coreia do Sul.

Pyongyang permanece tecnicamente em guerra contra Seul e Washington, já que a Guerra da Coreia, ocorrida entre 1950 e 1953, terminou com um cessar-fogo em vez de um tratado de paz.

Postar um comentário