Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Trump quer que navios militares sejam mais baratos

O presidente eleito dos EUA intenta diminuir os custos de construção dos navios no âmbito do projeto de reforço da frota norte-americana.


Sputnik


Segundo o diretor do Comando de Sistemas Navais Marítimos (NAVSEA) Thomas Moore, Donald Trump apresentou um projeto que prevê a diminuição dos custos de produção dos navios da Marinha. 

O destróier de mísseis guiados norte-americano Nitze perto da entrada do porto de Nova York, em 24 de maio de 2006
Destroier Nitze da US Navy © REUTERS/ Peter Foley/File Photo

"A indústria e a Marinha dos EUA se comprometeram a diminuir o preço. A posição de Trump é clara e pública. <…> As perspectivas do reforço da Marinha norte-americana inspiram, mas é preciso trabalhar muito", afirmou Moore. 

Segundo ele, nesta área o presidente adota a abordagem empresarial.

Durante o seu mandato, o candidato do Partido Republicano vai o aumentar o número de navios militares de 272 a 350, enquanto a administração de Obama previa um número máximo de 308 navios, por causa dos custos de produção.

Além disso, Trump exigiu a revisão completa do projeto da produção dos caças F-35, que se tornaram o equipamento mais caro da toda a história da aviação dos EUA.

Postar um comentário