Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Trump quer que navios militares sejam mais baratos

O presidente eleito dos EUA intenta diminuir os custos de construção dos navios no âmbito do projeto de reforço da frota norte-americana.


Sputnik


Segundo o diretor do Comando de Sistemas Navais Marítimos (NAVSEA) Thomas Moore, Donald Trump apresentou um projeto que prevê a diminuição dos custos de produção dos navios da Marinha. 

O destróier de mísseis guiados norte-americano Nitze perto da entrada do porto de Nova York, em 24 de maio de 2006
Destroier Nitze da US Navy © REUTERS/ Peter Foley/File Photo

"A indústria e a Marinha dos EUA se comprometeram a diminuir o preço. A posição de Trump é clara e pública. <…> As perspectivas do reforço da Marinha norte-americana inspiram, mas é preciso trabalhar muito", afirmou Moore. 

Segundo ele, nesta área o presidente adota a abordagem empresarial.

Durante o seu mandato, o candidato do Partido Republicano vai o aumentar o número de navios militares de 272 a 350, enquanto a administração de Obama previa um número máximo de 308 navios, por causa dos custos de produção.

Além disso, Trump exigiu a revisão completa do projeto da produção dos caças F-35, que se tornaram o equipamento mais caro da toda a história da aviação dos EUA.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas