Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Trump: sanções conta Rússia podem ser revogadas em troca de acordo de redução nuclear

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, pretende discutir uma ampla redução de arsenais nucleares durante as negociações com a Rússia sobre desarmamento, segundo ele declarou em entrevista para a Times.


Sputnik


“Algo é certo. Penso que o armamento nuclear deve ser reduzido. E reduzido de forma significativa”, disse Trump, quando perguntado pelo jornalista da Times das perspectivas de futuras negociações da Rússia e dos EUA sobre desarmamento nuclear. 

© AFP 2016/ Savo PRELEVIC

Trump afirmou que EUA poderiam revogar algumas das sanções contra a Rússia em troca de um acordo bilateral sobre redução de armamentos nucleares. 

“Existem sanções contra a Rússia. Vamos ver se é possível celebrar bons acordos com a Rússia. Por exemplo, eu penso que deve haver muito menos armas nucleares. O arsenal deve ser reduzido de forma significativa. Isso por um lado. Por outro, temos as sanções. A Rússia está sofrendo muito com elas. Eu penso que alguma coisa pode sair disso, algo que trará vantagens para muitos”, disse o presidente eleito dos EUA. 

Donald Trump assume a presidência dos EUA no dia 20 de janeiro.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas