Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Ucrânia planeja produzir armas de acordo com padrões da OTAN

O consórcio estatal ucraniano Ukroboronprom, em conjunto com a empresa americana Aeroscraft, planeja produzir armas de assalto com base nos padrões da OTAN. 


Sputnik

O primeiro projeto será o fuzil M16, informou na terça-feira (3) o serviço de imprensa do consórcio ucraniano. 

Fuzil M16
Fuzil M-16 © flickr.com/ James McCauley

"A estatal Ukroboronservis, que integra o consórcio Ukroboronprom em conjunto com a empresa americana Aeroscraft, vão produzir armas na Ucrânia segundo os padrões da OTAN, o primeiro projeto será o M16", se diz no comunicado.

Destaca-se que esta colaboração é um resultado do memorando assinado entre as duas empresas.

A Aeroscraft é especializada na produção de aeronaves inovadoras, torres de vigilância e armas de assalto. 

Em dezembro de 2014, o parlamento ucraniano alterou duas leis rejeitando o status não-alinhado do país. A nova doutrina militar prevê a linha de adesão à OTAN.


Postar um comentário