Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Bombardeiros russos atacam Daesh com mísseis de cruzeiro em Raqqa

Bombardeiros Tu-95MS russos de longo alcance lançaram mísseis de cruzeiro contra as posições do Daesh perto da cidade síria de Raqqa na quinta-feira (16), comunicou o ministro da Defesa da Rússia.


Sputnik

Bombardeiros estratégicos destruíram vários pontos dos terroristas, bem como centros de treinamento e o posto de comando de uma das maiores unidades terroristas próximas a sua capital – a cidade de Raqqa. 


Bombardeiros Tupolev Tu-95
Tupolev Tu-95 © flickr.com/ Andrey Belenko

Ministério russo da Defesa informou que os serviços de informações confirmaram o fato da destruição de todos os alvos terroristas perto de Raqqa.

Os terroristas foram atacados com novos mísseis de cruzeiro X-101.

Bombardeiros de longo alcance, que partiram de um campo de aviação russo, sobrevoaram Iraque e Irã. Após o lançamento de mísseis de cruzeiro contra as posições do Daesh, os bombardeiros regressaram para a Rússia.

"Su-30SM e Su-35S prestaram apoio aéreo aos bombardeiros russos a partir da base militar em Hmeymim", acrescentou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.

Entretanto, o Pentágono comunicou que os militares da coalizão internacional, juntamente com os russos, usaram o mecanismo de segurança de voos sobre o território da Síria para evitar alguns incidentes perto de Raqqa, onde a coalizão está também realizando ataques aéreos contra terroristas.

Em outubro de 2015, Rússia e EUA assinaram memorando de entendimento bilateral que visa garantir a segurança de voos durante operações de combate na Síria.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas