Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Avança ofensiva antiterrorista do Exército sírio no sul de Damasco

O exército sírio avançou hoje em sua ofensiva contra os terroristas do grupo Estado Islâmico ao destruir túneis e trincheiras erguidas na localidade de Hayyar Asswad e no Acampamento de Refugiados Palestinos de Yarmouk.
Prensa Latina

Damasco - Segundo fontes militares, com os ataques aos refúgios dos radicais do Estado Islâmico e da Frente al-Nusra, as tropas governamentais limitaram os movimentos dos takfiristas entre Qadam e Hayyar Asswad, no sul de Damasco.


De acordo com os informes, nas últimas horas o Exército tomou o controle das instalações de Joura, na parte oriental do bairro Qadam, e avançou nos distritos de Yalda e Bebila, vizinhos de Yarmouk.

Desde a última quinta-feira, a aviação síria e tropas terrestres realizam fortes bombardeios contra os grupos extremistas, com a determinação de libertar as áreas que esses grupos ocupam atualmente.

Até o momento, um elevado número de jihadistas, entre eles cinco cabeças emires, foram abatidos pelas tropas governamentais em aliança com br…

Comando militar dos EUA denuncia estado 'medíocre' do Exército

'Temos um atraso de mais de US$ 9 bi em manutenção das nossas infraestruturas', diz general Glenn Walters. Forças Armadas dos EUA têm US$ 600 bi de orçamento, 3,3% do PIB


France Presse


Chefes militares americanos descreveram no Congresso, nesta terça-feira (7), o estado medíocre em que se encontra o Exército dos Estados Unidos, enfraquecido por anos corte nos recursos e mais de duas décadas de conflitos. 

Resultado de imagem para forças armadas eua

O comando já convenceu o presidente Donald Trump, que prometeu "reconstruir" o Exército, aumentando seus recursos, após a diminuição do gasto em defesa no governo Barack Obama (2009-2017). Agora, precisam convencer o Congresso.

Segundo o general Stephen Wilson, número 2 da Força Aérea americana, com seus 311.000 integrantes, é "a menor, a mais velha e a menos operacional" da história nacional.

Os pilotos de combate americanos "realizam em média dez saídas em 14 horas de voo por mês, e é muito pouco", disse o general na Comissão das Forças Armadas da Câmara de Representantes.

"Temos um atraso de mais de US$ 9 bilhões de gastos em manutenção das nossas infraestruturas", condenou o general Glenn Walters, número 2 dos Marines.

O Exército e a Força Aérea são partidários de uma nova série de fechamentos de bases consideradas inúteis. A medida contou com a rejeição dos congressistas até o momento.

Com um orçamento de US$ 600 bilhões, algo em torno de 3,3% do PIB, as Forças Armadas americanas continuam sendo a mais potente do planeta.

Postar um comentário