Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Exército ucraniano bombardeia aldeias no sul de Donetsk

O Exército ucraniano bombardeia as regiões sul da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD, sigla em russo), disse à RIA Novosti um representante da administração do distrito Novoazovskiy.


Sputnik

"Registramos bombardeios nos arredores dos povoados de Sahanka, Lenin e outros próximos. Nos arredores da aldeia de Sahanka foram registradas cerca de 20 explosões de artilharia", disse o interlocutor da agência. 


Situação depois dos bombardeios em Donetsk
Bombardeio de Donetsk © Sputnik/ Sergei Averin

De acordo com ele, ainda não há dados sobre as vítimas e as destruições.

Durante o bombardeio de Yasinovataya, um projétil caiu no quintal de uma casa residencial, mas não explodiu, disse um representante da administração da cidade. Além disso, o prédio de um terminal ferroviário foi danificado.

Anteriormente, milícias e autoridades de segurança ucranianas afirmaram que a situação em Donbass se agravou. As partes do conflito se culpam mutuamente pelos bombardeios intensos e tentativas de atacar a linha de demarcação na região de Donetsk.

As autoridades ucranianas declararam o estado de emergência em Avdeevka, cidade controlada pelas autoridades da Ucrânia, onde os moradores permanecem sem água, calefação e eletricidade, quando na rua estão temperaturas negativas. De acordo com a Missão da OSCE, uma situação semelhante verifica-se em Yasinovataya, localizada perto de Donetsk, que é controlada pelas milícias.

Na véspera, um responsável do Ministério da Defesa ucraniano disse que "metro a metro, passo a passo, havendo possibilidade, os nossos soldados têm heroicamente avançado". O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, afirmou que essas declarações são uma prova da ofensiva das Forças Armadas ucranianas, o que é uma violação dos acordos de Minsk.


Postar um comentário