Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Fragatas da Espanha e Canadá seguem rumo à Romênia para exercícios da OTAN

As fragatas espanhola e canadense Almirante Juan e St. John's que participam dos exercícios internacionais conjuntos da OTAN e Ucrânia Sea Shield 2017 estão a caminho do porto romeno de Constanta no mar Negro.


Sputnik


A notícia foi dada na quinta-feira (02) por uma fonte militar e diplomática à Sputnik.

Navios militares da OTAN durante exercícios navais no mar Negro perto do porto romeno de Constanta
Navios militares da OTAN no Mar Negro © AFP 2016/ DANIEL MIHAILESCU

No âmbito das manobras no porto, será realizada uma conferência de planejamento militar.

Após isso, os navios de guerra seguirão para o leste do mar Negro, onde praticarão resposta a ameaças aéreas, submarinas e navais, tudo de acordo com os padrões da OTAN.

Os primeiros exercícios navais Sea Shield 2017 tiveram início no dia 1º de fevereiro no aquatório do mar Negro. As manobras contam com participação da Ucrânia e de sete países-membros da OTAN – Romênia, Bulgária, Grécia, Turquia, EUA, Canadá, Espanha e Ucrânia e envolvem 2,8 mil militares, 16 navios de guerra e 10 aviões.

Postar um comentário