Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Inteligência de Donetsk relata que Kiev quer reforçar bloqueio de Donbass

A inteligência da república autoproclamada de Donetsk dispõe de fatos que revelam a intenção dos militares ucranianos de realizar ataques contra objetos de infraestrutura urbana de suporte de vida.


Sputnik

A informação foi divulgada por Eduard Basurin, vice-chefe do comando operacional da república autoproclamada de Donetsk.


Combatente da autoproclamada República Popular de Lugansk em Donbass
Defensor de Donetsk © Sputnik/ Valery Melnikov

"A nossa inteligência obteve informações sobre intenções da Ucrânia de reforçar o bloqueio de Donbass. Em particular, sabemos que os destacamentos dos batalhões nacionalistas foram encarregados de atacar os objetos do sistema de suporte de vida e infraestrutura de todas as localidades que ficam perto da linha de frente. Isto é confirmado pelos ataques já realizados contra casas de caldeiras, linhas de transmissão de energia elétrica, dutos de gás e ligações rodoviárias", declarou Basurin aos jornalistas.

Ele acrescentou que os militares ucranianos podem tentar perturbar a comunicação entre o território da República de Donetsk e a parte da região que está sob controle de Kiev.

A tensão em Donbass aumentou nos últimos dias de janeiro, quando as repúblicas não reconhecidas de Donetsk e Lugansk relataram ataques realizados por parte do exército ucraniano. Hoje em dia, a situação no Leste da Ucrânia permanece grave, as partes em conflito denunciam diariamente violações do regime do cessar-fogo.



Postar um comentário