Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Marinha vistoria Alcaçuz e Pavilhão 5 e encontra armas brancas e celulares

Busca aconteceu na manhã desta terça-feira (21) por fuzileiros navais.Em janeiro, pelo menos 26 detentos foram vítimas de massacre nos presídios.


Do G1 RN

Fuzileiros navais realizaram nesta terça-feira (21) uma vistoria no pavilhão 4 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz e no Presídio Estadual Rogério Coutinho Madruga, conhecido como Pavilhão 5. Foram encontrados 2 celulares, 2 chips de celulares, 114 armas brancas e 26 outros itens proibidos, como alicates, pinças, etc.

Busca foi realizada por fuzileiros navais (Foto: Divulgação/Marinha do Brasil)
Busca foi realizada por fuzileiros navais (Foto: Divulgação/Marinha do Brasil)

Em janeiro, presos de duas facções criminosas que lutam pelo controle do tráfico de drogas no estado se enfrentaram dentro destas duas unidades prisionais. Pelo menos 26 detentos foram mortos no massacre.

As unidades ficam em Nísia Floresta, na Grande Natal, são vizinhas e separadas por um muro. A busca feita pelos fuzileiros nesta terça é mais uma etapa da operação ‘Varredura’, realizada pelos militares da Marinha nas unidades de detenção do estado. Até o momento, também foram inspecionadas a Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), a Penitenciária Agrícola Dr. Mario Negócio, a Cadeia Pública de Mossoró e a Cadeia Pública de Natal.

As vistorias são feitas por militares altamente qualificados, cães farejadores e equipamentos modernos de detecção de metal e raio-x. Nesta terça-feira, os fuzileiros navais ingressaram nas duas unidades prisionais após os agentes penitenciários retirarem os detentos das áreas que seriam vistoriadas. Na área externa, outros militares da Marinha fizeram a contenção e o controle do acesso, contando com o apoio da Polícia Militar do RN.

Postar um comentário