Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Militares do Exército trocam tiros com suspeitos na Avenida Brasil

Homens armados tentavam sair do Complexo do Chapadão pela Avenida Brasil. De acordo com o Ministério da Defesa, não houve presos ou feridos.


Por G1 Rio


O Ministério da defesa informou que militares do Exército reagiram à aproximação de um grupo de bandidos armados que tentava sair do Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio, pela Avenida Brasil, na tarde desta terça-feira (21). 

Resultado de imagem para forças armadas av brasil
Tropa do Exército na Av. Brasil, Rio de Janeiro

Após uma intensa troca de tiros, os suspeitos teriam retornado para dentro da comunidade. A ação, segundo o ministério, não resultou em presos ou feridos.

Tiroteio na Zona Portuária

Na semana passada, um suspeito morreu após intensa troca de tiros com fuzileiros navais na Zona Portuária do Rio. Dois assaltantes tinham acabado de tentar roubar uma moto mas o alarme disparou.

Eles roubaram, então, outra moto e fugiram pela Avenida Brasil. Na altura do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), os suspeitos se depararam com um caminhão da Marinha e atiraram contra os militares. Os agentes revidaram e um suspeito foi morto.


Postar um comentário