Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA confirmam linha estratégica de 'desmembramento da Síria', diz analista

Os EUA declararam que não querem restaurar as regiões na Síria que estão sob o controle de Damasco. O especialista Vladimir Fitin explica na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o que busca Washington.
Sputnik

Os EUA não querem ajudar na reconstrução das regiões na Síria que ficam sob o controle do presidente sírio Bashar Assad, declarou um alto funcionário dos EUA após o primeiro dia do encontro dos ministros das Relações Exteriores do G7.


Em janeiro, o Departamento de Estado dos EUA afirmou que Washington não iria ajudar a Rússia, o Irã e Damasco oficial na restauração do país, enquanto a "transformação política" da Síria não se realizasse. Segundo declarou o assistente adjunto do secretário de Estado dos EUA para o Médio Oriente, David Satterfield, a condição da ajuda é a reforma constitucional e eleições sob os auspícios da ONU.

O analista do Instituto dos Estudos Estratégicos da Rússia, Vladimir Fitin, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik comentou a decla…

EUA testam o RAMBO, lançador de granadas impresso em 3D

Os militares norte-americanos apresentaram um lançador de granadas construído totalmente com recurso a tecnologias de impressão 3D. É claro, deram-lhe um nome apropriado: RAMBO. As granadas que dispara também estão impressas, segundo informa o Popular Mechanics.


Sputnik

A Arma Balística Rápida Fabricada Aditivamente — RAMBO (na sigla em inglês) é um lançador de granadas M203 com culatra e punho feitos quase completamente com tecnologias de impressão 3D. É composto por 50 elementos diferentes, entre os quais há alguns feitos de alumínio.


Lançador de granadas M203 RAMBO

Os testes mostraram que este revolucionário lançador de granadas funciona praticamente da mesma forma que as armas tradicionais. Além disso, depois de lançar 15 granadas não sofreu qualquer dano.

A arma levou pouco mais de três dias a ser fabricada e o exército dos EUA ficou satisfeito com os resultados. A principal vantagem do uso de armamento impresso é a flexibilidade de projetar novos protótipos de armas, já que podem ser fabricados modelos de armas experimentais a um custo muito reduzido.

Além disso, os militares esperam que em breve todo o material bélico utilize o sistema de impressão 3D e que até mesmo os soldados localizados em postos avançados sejam capazes de fabricar suas próprias armas e munições.

No entanto, esta possibilidade é também alarmante, já que implica que qualquer pessoa com uma impressora 3D pode imprimir seu próprio lançador de granadas.

Os criadores do RAMBO argumentam que "com os métodos normais de impressão uma pessoa demoraria meses e pagaria milhares de dólares [a construir uma unidade], sem mencionar que são necessários grandes conhecimentos de engenharia para tal".


Postar um comentário