Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

EUA volta a atacar Al-Qaeda no Iêmen

France Presse

Os Estados Unidos voltaram a bombardear, nesta sexta-feira 3, membros da Al-Qaeda no Iêmen, matando oito membros da rede jihadista. 


Resultado de imagem para ataque eua al qaeda iemen
Bombardeio norte-americano no Iêmen

As forças americanas lançaram "mais de trinta" ataques - com aviões e drones - nos últimos dois dias, declarou o porta-voz do Pentágono Jeff Davis.

Como na véspera, os bombardeios tiveram como alvo combatentes da Al-Qaeda na Península Arábica (Aqpa), assim como depósitos de armas e equipamentos militares.

Os ataques ocorreram nas províncias de Abdjan (sul), Chabwa (sul) e Baida (centro).

Além dos oito membros da Al-Qaeda, mulheres e crianças morreram nos ataques, segundo fontes tribais.

Na quinta-feira, uma ação semelhante matou ao menos 12 combatentes da Al-Qaeda, de acordo com membros da segurança local.

Estes ataques, muito mais intensos que o habitual, também se concentraram nas províncias de Abdjan, Chabwa e Baida.

Também houve ataques contra posições da Al-Qaeda no leste da cidade costeira de Shaqra, no golfo de Aden.

Os responsáveis americanos querem evitar que a Al-Qaeda amplie sua influência no Iêmen aproveitando o caos gerado pela guerra civil no país.

"As forças americanas seguirão trabalhando com o governo do Iêmen para vencer e neutralizar a Aqpa", declarou Davis na véspera.


Postar um comentário