Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

EUA volta a atacar Al-Qaeda no Iêmen

France Presse

Os Estados Unidos voltaram a bombardear, nesta sexta-feira 3, membros da Al-Qaeda no Iêmen, matando oito membros da rede jihadista. 


Resultado de imagem para ataque eua al qaeda iemen
Bombardeio norte-americano no Iêmen

As forças americanas lançaram "mais de trinta" ataques - com aviões e drones - nos últimos dois dias, declarou o porta-voz do Pentágono Jeff Davis.

Como na véspera, os bombardeios tiveram como alvo combatentes da Al-Qaeda na Península Arábica (Aqpa), assim como depósitos de armas e equipamentos militares.

Os ataques ocorreram nas províncias de Abdjan (sul), Chabwa (sul) e Baida (centro).

Além dos oito membros da Al-Qaeda, mulheres e crianças morreram nos ataques, segundo fontes tribais.

Na quinta-feira, uma ação semelhante matou ao menos 12 combatentes da Al-Qaeda, de acordo com membros da segurança local.

Estes ataques, muito mais intensos que o habitual, também se concentraram nas províncias de Abdjan, Chabwa e Baida.

Também houve ataques contra posições da Al-Qaeda no leste da cidade costeira de Shaqra, no golfo de Aden.

Os responsáveis americanos querem evitar que a Al-Qaeda amplie sua influência no Iêmen aproveitando o caos gerado pela guerra civil no país.

"As forças americanas seguirão trabalhando com o governo do Iêmen para vencer e neutralizar a Aqpa", declarou Davis na véspera.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas